%PM, %10 %713 %2017 %16:%Out

Mapa fará seminário com servidores para debater mudanças no sistema de inspeção

Avalie este item
(0 votos)

Assim que for definido o novo modelo de inspeção da Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA), será feito um seminário com os servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para esclarecer todas as dúvidas sobre a proposta. A informação foi dada pelo secretário de Defesa Agropecuária, Luís Rangel, nesta segunda-feira (9), durante reunião com representantes da Anteffa (Associação Nacional dos Técnicos de Fiscalização Federal Agropecuária), Ansa (Associação Nacional dos Servidores da Agricultura) e da Astecca (Associação Nacional dos Servidores Técnicos, Administrativos e Auxiliares do Mapa) para discutir a modernização da SDA.



Os dirigentes manifestaram apoio à proposta e se colocaram à disposição para contribuir com as discussões logo após a apresentação oficial do projeto. “Estamos aqui para participar do processo e contribuir com as discussões”, afirmou o representante da Anteffa, Gabriel Álvaro de Amorim.



O secretário-executivo do Mapa, Eumar Novacki, disse que o diálogo estará sempre aberto e reafirmou a importância da participação das entidades no processo de discussão das propostas.



Durante a reunião, o secretário-executivo reafirmou que a ideia inicial do projeto é modernizar o sistema de fiscalização, tornando-o mais eficiente e inclusivo. Disse que a proposta ainda se encontra em estudo e que espera a contribuição dos servidores.
Novacki lamentou que estejam ocorrendo distorções da proposta.



“Nunca cogitamos acabar com o sistema de inspeção e nem terceirizar, queremos é torná-lo mais eficiente. Sabemos que a atribuição da carreira de Estado não se delega”, disse.

 


O representante da Ansa, Francisco de Assis da Silva, também manifestou apoio à proposta e elogiou o fato de o ministério estar aberto ao diálogo. “A Ansa está aqui para somar. Nossa preocupação é com os servidores da administração.”



O diretor da Astecca afirmou que a entidade tem muito a contribuir nesse processo e garantiu que tem experiência em mudanças. Carlos Alberto Ferreira Júnior lembrou que já foi coordenador de recursos humanos do Mapa e foi o responsável por unir agrônomos e veterinários em uma carreira única.

 

Fonte: MAPA