Quarta, 30 Setembro 2020 17:45

Frango abatido: recorde de preço de setembro é apenas nominal

Avalie este item
(0 votos)

Embora esteja completando os nove primeiros meses de 2020 com o maior valor nominal de sua história – cerca de R$5,20/kg, resultado preliminar – o frango abatido obtém, em valores deflacionados, praticamente o mesmo preço de setembro de 2016. Mas continua valendo bem menos que em setembro de 2013 ou, principalmente, em dezembro de 2012

 

A remuneração nominal obtida em dezembro de 2012 – R$3,84/kg – permaneceu como recorde do setor por quase quatro anos. Só foi rompida em setembro de 2016 quando, forçado pelos altos custos das matérias-primas, como agora, o setor foi compelido a reduzir a produção. Então, o valor nominal obtido pelo frango abatido resfriado foi de R$4,50/kg.

 

Era um novo recorde, que só foi superado mais de três anos depois, em dezembro de 2019, ocasião em que, impulsionado pela forte valorização das carnes no mercado internacional, o frango abatido atingiu valor nominal ao redor de R$5,00/kg.

 

Desta vez, o recorde foi superado em menos tempo: 9 meses. Mesmo assim o recorde nominal permanece distante de recordes anteriores deflacionados. E, considerada a média obtida nestes três primeiros quartos de 2020, tem-se valor ainda inferior não só à média real de 2019, mas também de vários outros exercícios.

 

Aliás, pode não aparentar (porque o ano apresentou, também, baixas expressivas), mas a melhor média desta década foi registrada em 2013, ano em que, considerada a inflação acumulada desde então, o valor real obtido pelo frango abatido resfriado foi de R$4,74/kg. Pois esse valor se encontra quase 10% acima dos R$4,32/kg (resultado preliminar) registrados entre janeiro e setembro de 2020.

 

Fonte: AviSite