Terça, 12 Janeiro 2021 15:18

Milho e soja começam o ano com altas pelo país, aponta Cepea

Avalie este item
(0 votos)

Os preços internos do milho voltaram a subir com força neste início de ano, segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. O bom ritmo das exportações em dezembro e os preços elevados nos portos impulsionaram as cotações, que voltam a operar em patamares recordes.

 

Entre 30 de dezembro e 8 de janeiro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) subiu 5,02%, fechando a R$ 82,60/sc de 60 kg na sexta-feira (8), próximo ao recorde nominal registrado em 28 de outubro de 2020, de R$ 82,67/sc.

                                       

SOJA SOBE MAIS DE R$ 10 

Ainda de acordo com os pesquisadores do Cepea, o ano de 2021 se iniciou com preços da soja em forte alta no Brasil. De acordo com eles, o impulso vem da interrupção dos embarques na Argentina, de expectativas de menor produção no país vizinho e das valorizações externas e cambial.

 

Em apenas uma semana, as cotações da soja chegaram a subir mais de 10 Reais/saca de 60 kg em diversas regiões brasileiras acompanhadas pelo Cepea. Pesquisadores do Cepea ressaltam que compradores externos voltaram a demandar soja do Brasil, mas o remanescente da safra nacional 2019/20 é baixo, e a colheita da temporada 2020/21 ainda está no começo – por enquanto, os trabalhos foram iniciados apenas em Mato Grosso.

 

Fonte: Avicultura Industrial

Última modificação em Terça, 12 Janeiro 2021 15:22