Terça, 19 Abril 2022 14:19

Embarques de carne de frango brasileira continuam aumentando em volume e receita, com gripe aviária aumentando em países concorrentes

Avalie este item
(0 votos)

De acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal, divulgadas nesta segunda-feira (18), as exportações de carne de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas até a sterceira semana de abril (10 dias úteis) aceleram com alta nos preços.

 

Conforma dados do Rabobank, os menores estoques globais da proteína avícola, resultado dos surtos de gripe aviária em países da Europa, Estados Unidos e Ásia têm promovido um ambiente favorável para as vendas da carne de frango brasileira. Além disso, o conflito armado entre Rússia e Ucrânia (este o 6º país no ranking de exportações do produto), ajudam a impulsionar o mercado do Brasil.

 

Segundo o analista da SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, o Brasil "nada de braçada" no que diz respeito às exportações de frango. "Mesmo com o dólar menos valorizado, o Brasil tem vantagens como sanidade, nenhum caso de influenza aviária e capacidade de produção em escala. Os embarques de carne de frango brasileira não terão problemas em 2022", pontuou.

 

A receita obtida com as exportações de carne de frango por enquanto neste mês de abril, US$ 434.651,207, representa 79,35% o montante obtido em todo março de 2021, que foi de US$ 547.706,341. No caso do volume embarcado, as 232.231,068 toneladas são 64% do total exportado em abril do ano passado, quantia de 362.613,336 toneladas.

 

O faturamento por média diária por enquanto neste mês foi de US$ 43465,120 quantia 58,7% maior do que abril de 2021. No comparativo com a semana anterior, houve avanço 9%.

 

No caso das toneladas por média diária, foram 23223,106, houve ampliação de 28,1% no comparativo com o mesmo mês de 2021. Quando comparado ao resultado no quesito da semana anterior, observa-se aumento de 8,5%.

 

Já o preço pago por tonelada, US$ 1871,632 neste abril, é 23,9% superior ao praticado em abril passado. O resultado, frente ao valor atingido na semana anterior, representa pequena elevação de 0,4%.

 

Fonte: Notícias Agrícolas